Mais do que você gosta.

Publicidade

Há um motivo

Por que Buzz de Toy Story está tão diferente em Lightyear

Filme tem abordagem diferente dos outros da Pixar

Publicado por Guilherme Coral

18/06/2022 22:00

Lightyear pode ser um spin-off de Toy Story, mas o Buzz que vemos no filme é bastante diferente daquele visto nas animações anteriores da Pixar e há um motivo para isso.

O que temos no novo longa-metragem, estrelado por Chris Evans como o personagem titular, é uma abordagem completamente diferente, que expande o universo de Toy Story.

Continua depois da publicidade

Essencialmente, Lightyear é o filme que Andy teria assistido quando criança, que o tornou fã de Buzz, explicando a obsessão dele pelo brinquedo no original de 1995.

Apesar dessa diferença, Chris Evans disse à Variety que foi difícil fazer do protagonista seu próprio personagem.

Ele explicou: “A primeira vez que você tem que falar essa frase icônica, ‘ao infinito e além’, você meio que faz uma imitação sem vergonha de Tim Allen. É intimidante”.

Ele acrescentou: “Eventualmente, você se sente confortável o suficiente para fazer suas próprias trilhas na neve e encontrar sua própria interpretação, enquanto ainda usa Tim Allen como modelo”.

No entanto, como o spin-off segue uma versão completamente diferente de Buzz, Evans não foi a única pessoa trabalhando nos bastidores para distinguir os dois. Os cineastas tiveram que fazer algumas pequenas mudanças no herói para que ele se encaixasse na história desse universo.

Chris Evans dubla o protagonista de Lightyear
Chris Evans dubla o protagonista de Lightyear

Explicado por que Buzz é diferente em Lightyear

Embora Woody e Buzz sejam centrais em Toy Story, o herói cósmico tem um elemento de peixe fora d’água, visto que ele inicialmente não entende que é um brinquedo.

Isso apresentou ao diretor Angus MacLane um problema difícil quando ele começou a trabalhar em Lightyear. Ao falar com o Beyond The Trailer, ele explicou que eles tiveram que mudar elementos menores do personagem de Buzz no filme, para que ele não fosse apenas o herói genérico que a versão de brinquedo pensa que ele é.

“Então tivemos que descobrir uma maneira de pegar o personagem secundário e torná-lo um personagem principal. Ele podia ser engraçado, mas não podia ser tão burro quanto o outro Buzz”.

O diretor continuou dizendo que Lightyear explora as razões por trás das ações de Buzz, acrescentando:

“Ele teve que ter falhas que o fizeram tomar más decisões, mas tivemos que entender que era a arrogância que estava impulsionando suas más escolhas ou sua natureza motivada. Isso o estava fazendo esquecer certas verdades que seriam óbvias para outras pessoas.” Será interessante ver se os fãs perceberão essas mudanças na tela grande quando “Lightyear” chegar aos cinemas em 17 de junho de 2022.

Clique aqui para assinar o Disney+ e assistir as séries e filmes da Pixar.

Sobre o autor

Guilherme Coral

Guilherme Coral

Refugiado de uma galáxia muito muito distante, caí neste planeta do setor 2814 por engano. Fui levado, graças à paixão por filmes e séries, ao curso de Cinema e Audiovisual e atualmente me aventuro pela faculdade de Jornalismo.

Publicidade