Todo mundo sabe que os Jedi são bons, e os Sith são ruins, certo?

Quando o assunto é Star Wars, estamos tão acostumados a dividir as coisas entre Bem e Mal que não percebemos que o equilíbrio da Força, como pregado na mitologia, na verdade prevê uma conciliação entre os dois.

Star Wars: Os Últimos Jedi | 10 momentos que explodiram a cabeça dos fãs


Por isso, reunimos 10 momentos em que os Jedi foram tão ruins quanto os Sith (ou piores!):

QUANDO ELES CRIARAM OS SITH | É curioso como membros oprimidos de uma Ordem burocrática podem se revoltar violentamente, não é? Foi o que aconteceu quando um Jedi foi expulso da Ordem sem nenhuma cerimônia após dizer que gostaria de explorar as potencialidades do Lado Negro – vejam bem, ele não disse que queria matar ninguém! Resultado: Ele debandou, revoltado, e criou a Ordem Sith. A recusa dos Jedi de acreditar em um verdadeiro equilíbrio da Força causou muitos problemas…

QUANDO ELES DISTORCERAM A PRÓPRIA PROFECIA | A famosa profecia do Escolhido, que “traria equilíbrio para a Força”, parecia ter sido cumprida quando Qui-Gon encontrou o jovem Anakin Skywalker. No entanto, a Ordem Jedi só aceitaria um suposto equilíbrio da Força se significasse que o Lado Negro seria erradicado, seus seguidores submetidos ao Código Jedi, ou qualquer coisa do tipo. Esse não era o destino de Anakin, que passou sua trágica vida como um pêndulo entre os lados da Força.

QUANDO ELES RAPTARAM E ENDOUTRINARAM CRIANÇAS | Por gerações, os Jedi fizeram isso com crianças sensitivas à Força espalhadas pela galáxia. Eles as retiravam de suas vidas comuns e as endoutrinavam com os códigos do Conselho Jedi, mandando-as para missões perigosas após crescerem em um ambiente totalmente protegido do mundo exterior. Em O Império Contra-Ataca (1980), o Mestre Yoda até mesmo diz que Luke é “velho demais para começar seu treinamento”.

QUANDO ELES MASSACRARAM SITHS QUE JÁ HAVIAM DESISTIDO DA GUERRA | Aconteceu na Grande Guerra do Hiperespaço, quando os Sith já haviam se rendido e a maioria deles estava vivendo em cantos remotos da galáxia. A República soltou uma ordem pedindo pela exterminação até mesmo desses Sith’s rendidos – ordem essa que os Jedi confirmaram e executaram com prazer um pouco perturbador.

QUANDO ELES PROIBIRAM O AMOR | A ordem de celibato para os Jedi sempre pareceu a mais bizarra de um código já bastante opressivo, e as consequências catastróficas dela podem ser exemplificadas na história de Anakin, cujo romance com Padme foi proibido e oprimido tanto por seu mestre (Obi-Wan) quanto pelos outros membros do Conselho Jedi. Essa proibição não ajudou nos conflitos emocionais pelos quais o garoto estava passando, imaginamos!

QUANDO PONG KRELL EXISTIU | Esse cruel Mestre Jedi não foi o primeiro a debandar da Ordem para demonstrar tendências malignas que sempre existiram dentro de si, mas sem dúvida é um dos mais terríveis que já vimos em Star Wars. Krell se juntou ao Império durante a Guerra dos Clones, e passar por seu treinamento era um dos estágios que os soldados clonados tinham que superar para serem jogados na batalha. Ele era cruel, preconceituoso e brutal – impossível de defender.

QUANDO ELES TRAÍRAM AHSOKA | Quando uma de suas Padawan’s foi acusada de tentar explodir o templo Jedi, o Conselho virou as costas para ela sem nem mesmo ouvir sua defesa. Ahsoka era inocente (outro Padawan, Barriss Offee, era o culpado), mas ela nunca mais viu a Ordem Jedi da mesma forma após essa traição – se o Lado Bom da Força deve lutar por justiça e paz, não deveria ser um pouco menos apressado em condenar alguém sem julgamento?

QUANDO ELES CRIARAM UM CÓDIGO OPRESSIVO | “Não há emoção, há paz. Não há ignorância, há conhecimento. Não há paixão, há serenidade. Não há caos, há harmonia. Não há morte, há a Força”. Esse é o código Jedi resumido em algumas frases, e ele parece inofensivo o bastante, mas a forma como o Conselho coloca um banimento de emoções, paixões ou mesmo do caos natural da vida não é saudável e nem libertador – deve ser sufocante viver, sempre dentro desse código.

QUANDO ELES DECIDIRAM QUE CONTROLE MENTAL ERA PERMITIDO | O infame “troque mental” dos Jedi’s, em que podem convencer qualquer um de qualquer coisa, é e sempre foi um pouco assustador. Ter esse poder e escolher usá-lo é uma decisão que cheira um pouco (para não dizer muito) a arrogância – você não vê Lordes Sith fazendo o mesmo por aí, embora seus poderes de manipulação sejam tão insidiosos quanto os truques mentais dos Jedi.

QUANDO ELES MASSACRARAM GRUPOS DISSIDENTES | A obsessão por ter o monopólio da Força é tão grande para os Jedi que eles são incapazes de aceitar até mesmo o mais inofensivo dos grupos que busca explorar seus poderes fora do código estrito que eles criaram. Em vários momentos da mitologia Star Wars surgiram grupos que tentaram desafiar esse monopólio, e todos eles foram simplesmente massacrados por aqueles que se anunciam protegedores da liberdade e da paz.