Quem vai ganhar o Oscar 2019? | Analisando a categoria de Melhores Efeitos Visuais

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Está chegando a hora da maior festa da Sétima Arte acontecer! A cerimônia do Oscar 2019, prêmio entregue pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, promete ser uma das mais peculiares de sua história. Seja pela lista de filmes indicados ou todas as polêmias envolvendo a organização do evento, que cortará categorias da transmissão, não tem um anfitrião central e por aí vai.

Neste especial, estudaremos algumas das principais categorias do Oscar 2019. Olhando para cada indicado individualmente para analisar suas chances de vitória e o trabalho no geral que está sendo celebrado em sua respectiva área.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na quinta parte, analisaremos os indicados para uma das categorias preferidas do grande público: Melhores Efeitos Visuais.

Quem vai ganhar o Oscar 2019? | Analisando a categoria de Melhor Filme

Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível

Grande surpresa da categoria, a releitura da Disney para o conto de Winnie the Pooh e seus amigos acabou sendo lembrada. E é justamente o trabalho de Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível de criar versões 3D e convincentes de Pooh, Tigrão, Leitão e Ió que garantiu a indicação, com a equipe de efeitos da ILM alcançando um resultado bem eficiente. Pooh, em especial, parecia um tanto mórbido em sua primeira aparição no trailer, mas revela-se uma figura extremamente adorável e fofa ao longo da projeção, e os efeitos jamais deixam a desejar nesse quesito.

Han Solo: Uma História Star Wars

Star Wars nunca ficou de fora da festa do Oscar, e Han Solo marca a quarta indicação consecutiva da saga na categoria de Efeitos Visuais, feito que os demais exemplares da fase Disney alcançaram. O trabalho no filme de Han Solo pode não ser o mais deslumbrante da saga, tampouco traz algo desafiador como a recriação de Tarkin em Rogue One, mas é consistente e jamais surge falso ou defeituoso. A sequência do Percurso de Kessel é particularmente inspirada pelo uso de efeitos, tanto pelos ambientes oníricos quanto pelas criaturas cósmicas surreais. Vale destacar também a verossimilhança de Rio e L3-37, dois personagens criados digitalmente, e que surgem sempre eficientes.

Jogador Nº 1

Outra pessoa que raramente fica de fora do Oscar é Steven Spielberg, que teve o trabalho monstruoso de Jogador Nº 1 reconhecido pela Academia. A técnica da ficção científica juvenil é complexa, pois depende de diversas sequências inteiramente digitais onde o elenco também aparece em forma CG, para criar os ambientes dentro do OASIS, e a equipe da ILM e WETA contou com uma tecnologia de captura de performance ainda mais avançada. Spielberg até mesmo dirigiu algumas cenas usando tecnologia de VR, de forma a garantir um ambiente mais vivo e tridimensional. Tudo funciona em cena, e os avatares dos personagens sempre parecem naturais, mas o ás na manga fica para a inspirada cena em que os personagens entram dentro de O Iluminado, resultando em uma integração de CGI ao filme de Stanley Kubrick que é simplesmente impressionante.

O Primeiro Homem

Ausente nas categorias principais, O Primeiro Homem acabou lembrado apenas em suas áreas técnicas, e pode sair vitorioso aqui. O trabalho no filme de Damien Chazelle é um tipo que a Academia adora premiar, onde os efeitos são utilizados de forma minimalista e discreta; assistindo ao filme, mal pode-se notar quando estamos diante de uma tomada digital, e esse é um dos maiores elogios que profissionais da área podem receber. O destaque fica para as cenas de decolagem e sequências espaciais, com CGI e miniaturas sendo unificadas de forma praticamente imperceptível, e a caminhada pelo solo lunar garantindo uma reprodução impressionante das imagens de 1969.

Vingadores: Guerra Infinita

Provavelmente a escolha popular, o gigantesco filme da Marvel Studios foi lembrado por seus efeitos visuais, que não são poucos. Vingadores: Guerra Infinita traz mais de 30 personagens, resultando nos mais diferentes poderes, armaduras e ambientes digitais; com alguns sendo mais convincentes do que outros – todas as armaduras digitais, de Stark, Peter Parker e Hulk, são artificiais. Mas o trunfo absoluto que por si só garantiria a vitória do filme é Thanos, cuja tecnologia de captura de performance é uma das mais perfeitas e realistas que o cinema blockbuster já trouxe.

Quem VAI ganhar: Vingadores: Guerra Infinita
Quem PODE ganhar: O Primeiro Homem
Quem DEVERIA ganhar: Vingadores: Guerra Infinita

Quem vai ganhar o Oscar 2019? | Analisando a categoria de Melhor Filme

Quem vai ganhar o Oscar 2019? | Analisando a categoria de Melhor Direção

Quem vai ganhar o Oscar 2019? | Analisando as categorias de Atuações

Quem vai ganhar o Oscar 2019? | Analisando as categorias de Melhor Roteiro

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio