Mais do que você gosta.

Publicidade

Publieditorial

Sets de filmes que entraram para a história juntos com os seus títulos

Listamos os locais mais icônicos que já serviram de cenário para o cinema

Publicado por Redação

06/06/2022 16:35

Talvez a única coisa melhor do que as casas das celebridades do cinema seja seu local de trabalho: o set de filmagem. Muitas vezes são necessárias pesquisas detalhadas para as encontrar o lugar perfeito, designers de projetos e centenas de trabalhadores da construção civil para dar vida a tudo, desde edifícios históricos a cenários fantasiosos. 

Enquanto os espectadores simplesmente aproveitam as duas horas de entretenimento nas salas de exibição, pode levar meses de trabalho nos bastidores para garantir que um mundo de faz de conta pareça real. Afinal, a disposição do público em se envolver na trama pode depender de quão bem o cenário de um filme corresponde à sua história. Quando se trata dos melhores sets de filmagem de todos os tempos, a mágica está aqui.

O Grande Hotel Budapeste (2014)

Set de gravação: Gorlitz, Alemanha.

O cineasta Wes Anderson é conhecido por seus cenários imaginativos e locais de filmagem únicos. Somente ele poderia ter imaginado que uma loja de departamentos abandonada na Alemanha, com um átrio e uma claraboia, poderia se tornar o cenário principal para o interior extravagante do hotel. Ele e o designer de produção Adam Stockhausen realmente transformaram o espaço duas vezes: uma para as cenas dos anos 1920 e 1930 e outra para as cenas dos anos 1960.

Harry Potter (2001–2011)

Set de gravação: Warner Bros. Studios, Inglaterra.

Para dar vida à série Harry Potter, 588 cenários foram construídos no complexo de estúdios de Leavesden, em Watford, Hertfordshire, no sudeste da Inglaterra. Ao longo de 10 anos foi criado o Grande Salão, a Floresta Proibida, a Plataforma 9¾ e o Beco Diagonal, onde os atores Daniel Radcliffe, Emma Watson e Rupert Grint aprenderam a usar seus poderes mágicos. 

O Senhor dos Anéis (2001–2003)

Set de gravação: Waikato, Nova Zelândia.

Uma propriedade privada de 485 hectares tornou-se o lar dos hobbits após algumas negociações e ajuda do Exército da Nova Zelândia. Fachadas para 37 tocas de hobbits, um moinho e uma ponte de arco duplo foram construídos, mas o designer de produção Grant Major insistiu que vegetais e flores reais fossem plantados no set um ano antes do início das filmagens, para garantir que parecesse uma vila habitada de verdade.

Cleópatra (1963)

Set de gravação: Cinecittà Studios, Roma, Itália.

O clássico filme estrelado por Elizabeth Taylor e Richard Burton deveria originalmente ser feito na Inglaterra, mas uma tempestade de inverno destruiu o set, que foi reconstruído em Roma. A equipe de produção aproveitou a oportunidade para torná-lo ainda mais grandioso. Johnny DeCuir foi instruído a construir um fórum aparentemente mais impressionante que o verdadeiro Fórum Romano.  

Titanic (1997)

Set de gravação: Rosarito, México.

A recriação do icônico transatlântico que serviu de pano de fundo para a história de amor de Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, em Titanic, foi apenas 10% menor do que o navio real que afundou em 1912. Além disso, foi construída uma dobradiça gigantesca que permitia que a embarcação ficasse totalmente inclinada durante as filmagens do diretor James Cameron, enquanto sugava milhões de litros de água do oceano em um tanque onde estava instalada. 

Batman (1989)

Set de gravação: Pinewood Studios, Inglaterra. 

Gotham City, junto com Michael Keaton e Jack Nicholson, foi facilmente um dos destaques principais do filme de ação de Tim Burton. O designer Anton Furst, que ganhou um Oscar por seu trabalho no filme, criou o Batmóvel e o cenário de Manhattan, ocupando quase toda a área de 38 hectares adjacente ao estúdio. Foi o maior conjunto construído desde Cleópatra, em 1963.

Waterworld – O Segredo das Águas (1995)

Set de gravação: Kona Coast, Havaí. 

O set de Waterworld, na verdade, era um complexo aquático flutuante de mais de 400 metros de circunferência e 1.000 toneladas, que envolveu mais de 300 pessoas em três meses de construção. Estranhamente, não havia banheiros na locação, então toda a equipe, inclusive o astro Kevin Costner, era forçada a voltar para uma barcaça perto da costa para usar o banheiro. As filmagens duraram seis semanas. 

Ben-Hur (1959)

Set de gravação: Cinecittà Studios, Itália. 

Para as filmagens deste clássico foram gastos cerca de 1,2 milhão de dólares em gesso para os 300 sets espalhados por 59 hectares e nove estúdios. Este foi, na época, o maior conjunto único na história do cinema. Houve até uma corrida de bigas para ensaiar antes de serem filmadas as cenas principais. 

Conteúdo produzido e enviado por Aldair dos Santos

Continua depois da publicidade

Sobre o autor

Publicidade