O canal Fox emitiu um pedido de desculpas por usar imagens reais de um ataque terrorista no último episódio de 24: Legacy.

Exibido nesta segunda-feira (20), o episódio mostrou cenas do massacre no shopping Westgate no Quênia em 2013, que deixou 75 pessoas mortas e 175 feridas.

Um representante da emissora confirmou que as filmagens de fato eram do ataque em Nairóbi e disse que os produtores “estão muito arrependidos de terem usado” as fatídicas cenas.


“No episódio 4 de 24: Legacy lamentamos ter incluído imagens de um noticiário sobre o ataque em Nairóbi. Elas serão removidas de todas as futuras transmissões e versões da série. Pedimos desculpas por qualquer dor causada às vítimas e suas famílias e lamentamos profundamente o ocorrido”, diz um comunicado assinado pelos produtores executivos da atração, Evan Katz e Manny Coto.

Veja o momento em que imagens do ataque são inseridas na série:

Nos últimos dias, vários quenianos expressaram sua indignação com a Fox pelo fato de uma tragédia real ser usada como artifício para dramatizar a trama violenta do programa.

Os críticos também não pouparam 24: Legacy, cujo episódio piloto foi acusado de alimentar a paranoia dos EUA contra os muçulmanos. Os criadores do spin-off, inclusive, se defenderam das acusações em entrevista – leia aqui.

O seriado que recomeça 24 Horas gira em torno de Eric Carter (Corey Hawkins, de Straight Outta Compton), um herói militar que encontra problemas ao retornar para os EUA e pede auxílio da CTU para não apenas salvar sua vida mas para evitar também um ataque em grande escala no solo americano. Hawkins substitui Kiefer Sutherland, o Jack Bauer, na função de protagonista.

24: Legacy | Crítica