ATENÇÃO: SPOILERS A SEGUIR

A organização Parents Television Council, um grupo de pais americano, está apelando para a Netflix retirar 13 Reasons Why, que eles classificam como uma “bomba-relógio para jovens espectadores”, do catálogo.

Segundo a carta aberta publicada no site do grupo, a série inclui “conteúdo potencialmente traumatizante para crianças e adolescentes, para os quais a série é voltada como público-alvo”.


A carta cita em especial duas cenas da 2ª temporada: o brutal estupro de um jovem por uma gangue de esportistas de sua escola; e o seu consequentes plano para realizar um tiroteio escolar como dezenas de outros que vimos nas notícias vindas dos EUA.

13 Reasons Why | Criador se defende: “Falar sobre isso é muito melhor que o silêncio”

Após o lançamento da 1ª temporada, o seriado foi duramente criticado por mostrar cenas de suicídio e estupro de forma explícita. A Netflix, porém, já havia anunciado que avisos deverão ser exibidos no começo de cada episódio da nova temporada.

Mesmo assim, Yorkey não descarta a possibilidade de um terceiro ano da trama – veja o que ele disse.