Como já foi adiantado pelo diretor e co-criador de Maniac, Cary Fukunaga, dificilmente a série ganhará uma 2ª temporada. Agora, o showrunner e também criador, Patrick Somerville, reiterou a informação em entrevista ao The Hollywood Reporter.

O showrunner, que escreveu os 10 episódios da produção da Netflix, relembrou que o acordo feito sempre foi de uma série limitada, ou seja, que não tem continuação.

“Não (terá sequência). A série sempre foi planejada como limitada, e eu acho que é por isso que tivemos liberdade criativa para ter um final com mais esperança”, respondeu Somerville à publicação.


O fato de não existir o planejamento para uma continuação influenciou diretamente no final de Maniac.

Maniac | Criador da série não quer retornar para 2ª temporada

“Em muitas séries, você tem que jogar os seus personagens na dificuldade perto do fim para comprar o próximo ano, e nós não precisamos fazer isso. É uma quantidade muito grande de energia e imaginação para fazer uma nova série, então você tem esse sentimento de querer segurar e continuar, porque há tanta imaginação, mas eu acho que Maniac teve uma improvisação emocional ao longo da série por saber que é apenas essa temporada. Vamos fazer isso agora, porque isso é Maniac”, explicou o showrunner.

Maniac narra a história de Annie (Emma Stone) e Owen (Jonah Hill), dois estranhos que acabam se conhecendo durante os últimos estágios de um teste farmacêutico. Annie é uma mulher cheia de problema e com um péssimo relacionamento junto da mãe e da irmã, enquanto Owen é um jovem rico que teve de conviver a vida toda com o diagnóstico de esquizofrenia.

É a primeira vez que Emma Stone e Jonah Hill trabalham juntos desde Superbad (2007), quando eram ainda adolescentes. Justin Theroux será um médico que diz poder curar qualquer doença mental com apenas algumas pílulas. Sally Field completa o elenco principal.

Maniac já está disponível na Netflix.