AVISO: CONTÉM SPOILERS DA 2ª TEMPORADA

The Handmaid’s Tale é uma das séries mais conceituadas da atualidade e dialoga perfeitamente com certos fatos e acontecimentos de nosso mundo.

Na segunda temporada da série, vimos June tentando escapar inúmeras vezes, até que, enfim, ela conseguiu. Esse momento catártico, no entanto, não alcançou sua plenitude, visto que, no fim, ela optou por ficar em Gilead, dando sua bebê para que Janine a tirasse desse terrível país.


Agora, em entrevista ao TV Guide, o showrunner da série, Bruce Miller, comentou um pouco sobre o que podemos esperar da terceira temporada, especificamente falando sobre a postura de June daqui para frente.

“Acho que estou mais empolgado em relação ao que acontece a June agora que ela escolheu voltar à Gilead, agora que ela não foi forçada a isso”, disse Miller. “Essa é uma gigantesca, poderosa escolha. O que muda em seu psicológico quando você escolhe ficar em um lugar assim, quando você escolhe lutar, ao invés de escapar? Acho que essa é uma psicologia bem diferente [na série], então é bem interessante”.

Manifestantes se inspiram em The Handmaid’s Tale para protestar contra nomeação de juiz conservador nos EUA

Dito isso, é possível que vejamos uma temporada bem diferente das duas anteriores, com June iniciando uma rebelião de fato em Gilead. Infelizmente, não sabemos muito sobre o que The Handmaid’s Tale guarda para esse terceiro ano.

A 3ª temporada de The Handmaid’s Tale está prevista para 2019, ainda sem data de estreia definida.