CONTÉM SPOILERS

Cody Fern não sabia que iria interpretar Michael Langdon, o anticristo, quando se juntou ao elenco de American Horror Story: Apocalypse, oitava temporada da série de sucesso.

Ao descobrir, o ator tentou levar tudo da melhor maneira, inclusive, começou a pesquisar sobre religião e satanismo, dois temas que o artista diz não ser ligado. Ao mesmo tempo, começou a sofrer críticas da chamada Igreja do Satã, que acredita que Cody Fern não está representando um bom anticristo.


Ao The Hollywood Reporter, o ator respondeu a essas críticas.

“Eu não quero ofender ninguém, mas eu acho todas as formas de fundamentalismo religioso assustadoras. As críticas dessa igreja são verdadeiras em alguns aspectos, mas em outros não. Acho toda a ideia de religião assustadora e esmagadora e que não é para mim. Então, deixe eles opinarem. Olhe, há pessoas olhando para mim nas ruas e dizendo, ‘Salve Satã’. É a minha vida no momento!”, afirmou o ator.

American Horror Story: Apocalypse | Evan Peters e Billy Eichner estão interpretando novos personagens na 8ª temporada

Além disso, o protagonista da temporada comentou sobre o final dela. Garantindo reviravoltas, Cody Fern acredita que o desfecho da série satisfará os fãs. A declaração foi dada quando o ator foi questionado se espera voltar em outros anos para American Horror Story.

“Eu espero. Eu realmente espero. Não posso dizer o que está sendo discutido no momento, mas eu caminharia no fogo por Ryan Murphy. Eu amei muito participar da série. Eu acho que o final será satisfatório, esmagador, divertido, trágico e todas coisas diferentes, e eu mal posso esperar que o público veja. Eu amaria voltar”, declarou o intérprete de Michael Langdon.

American Horror Story: Apocalypse é exibida às quartas-feiras nos EUA e chega ao Brasil, tanto pelo canal FX quanto pelo Fox App, no dia seguinte.