A Casa que Jack Construiu | Distribuidora pode ser punida por exibir polêmico filme sem classificação indicativa

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A IFC Films pode sofrer sanções da MPAA por exibir A Casa que Jack Construiu, polêmica nova obra de Lars von Trier, pelos Estados Unidos sem esclarecer sua classificação indicativa – proibido para menores de idade – para o público.

“A MPAA comunicou à distribuidora, IFC Films, que a exibição de uma versão não classificada do filme em tão estreita proximidade com o lançamento da versão – sem a obtenção de uma renúncia – viola as regras do sistema de classificação”, disse a MPAA em um comunicado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“A eficácia das classificações da MPAA depende da nossa capacidade de manter a confiança dos pais americanos”, continuou a organização. “É por isso que as regras descrevem claramente o uso adequado das classificações. O não cumprimento das regras pode criar confusão entre os pais e prejudicar o sistema de classificação – e pode resultar na imposição de sanções contra o remetente do filme.”

Representantes da IFC Films não quiseram comentar sobre o ocorrido.

Com Matt Dillon, Bruno Ganz e Uma Thurman no elenco, A Casa que Jack Construiu conta a história de Jack (Dillon), um inteligente assassino americano da década de 70, através de cinco assassinatos que definem o seu desenvolvimento como um serial killer. O filme é contado sob o ponto de vista do assassino.

A Casa que Jack Construiu, de Lars von Trier, ganha cartazes chocantes com atores amarrados e contorcidos

Na trama, um dia, durante um encontro fortuito na estrada, o arquiteto Jack mata uma mulher. Este evento provoca um prazer inesperado no personagem, que passa a assassinar dezenas de pessoas ao longo de doze anos. Devido ao descaso das autoridades e à indiferença dos habitantes locais, o criminoso não encontra dificuldade em planejar seus crimes, executá-los ao olhar de todos e guardar os cadáveres num grande frigorífico. Tempos mais tarde, ele compartilha os seus casos mais marcantes com o sábio Virgílio (Bruno Ganz) numa jornada rumo ao inferno.

A Casa que Jack Construiu estreia em 1º de novembro no Brasil e será o primeiro país a lançar o filme em circuito comercial. O filme tem 155 minutos de duração.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio