Mais do que você gosta.

Publicidade

Nem todos entendem

As coisas que só adultos notam em Doutor Estranho 2

Referências do filme da Marvel passaram despercebidas por alguns fãs

Publicado por Redação

23/06/2022 18:00

Dirigido por Sam Raimi, Doutor Estranho 2 pode ser considerado um dos filmes mais adultos do MCU. Além de trazer cenas realmente assustadoras, o filme trata de temas complexos e enigmáticos. Por isso, certos elementos e referências acabam passando despercebidos por espectadores mais jovens.

No Brasil, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura é recomendado para maiores de 14 anos. Já nos Estados Unidos, maiores de 13 anos podem assistir ao filme sem problemas.

Continua depois da publicidade

O longa é protagonizado por Benedict Cumberbatch, contando com participações de Elizabeth Olsen, Rachel McAdams, Chiwetel Ejiofor e Benedict Wong – além de Xochitl Gomez como América Chavez, a nova heroína do MCU.

O site Looper revelou 7 coisas que só os adultos notam em Doutor Estranho 2 – veja se você percebeu.

As lembranças de America Chavez

Um dos aspectos mais importantes de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura é a introdução de America Chavez, uma heroína que deve desempenhar um papel importantíssimo no futuro do MCU. No filme, a personagem afirma ter visitado 72 universos diferentes. Mesmo assim, ela nunca ouviu falar no Homem-Aranha ou em suas aventuras por Nova York.

Segundo o site Looper, o fato da personagem não conhecer o Homem-Aranha não faz muito sentido. Alguns espectadores acreditam que ele se deve ao feitiço orquestrado pelo Doutor Estranho em Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa. Entretanto, esse feitiço remove o Homem-Aranha do MCU, apenas extingue as lembranças sobre Peter Parker.

Onde estão o Capitão América e Homem de Ferro?

De acordo com o site Looper, a ausência do Capitão América e Homem de Ferro em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura não faz sentido. Vale lembrar que o personagem de Robert Downey Jr. morre em Vingadores: Ultimato. O de Chris Evans, por sua vez, se aposenta e passa seu escudo para Sam Wilson.

Mesmo assim, muitos fãs esperavam por participações especiais dos atores no novo filme da Marvel. Afinal de contas, o longa aborda acontecimentos de diversos universos diferentes. Sendo assim, variantes de Tony Stark e Steve Rogers poderiam ter aparecido. Peggy Carter faz uma participação especial como a Capitã Carter, mas as versões originais dos personagens nem são citadas.

Amigos da onça

Wanda é, sem sombra de dúvidas, uma das personagens mais sofridas do MCU. É o luto da Feiticeira Escarlate que leva aos bizarros eventos de WandaVision, série em que a personagem de Elizabeth Olsen cria uma realidade fictícia para lidar com a morte do Visão. O trauma de Wanda também representa um dos aspectos mais importantes de No Multiverso da Loucura.

Embora as ações de Wanda sejam (relativamente) condenáveis, elas poderiam ter sido evitadas por um envolvimento maior dos Vingadores. Os heróis da Marvel parecem não ligar para Wanda. Nenhum deles se preocupa com o trauma da colega – a não ser quando precisam de sua ajuda. No final das contas, foi a solidão de Wanda que levou a Feiticeira à Darkhold.

O Quarteto Fantástico

Em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, uma das participações-surpresa mais impressionantes é a de John Krasinski. Conhecido por filmes como Um Lugar Silencioso e séries como The Office, o ator interpretar o Sr. Fantástico (Reed Richards) da Terra-838. O personagem é um dos integrantes do poderoso grupo Illuminati.

Sendo assim, fica a dúvida: por que o Quarteto Fantástico da Terra-616 não fez nada durante a invasão de Thanos? Segundo o site Looper, versões da equipe devem existir em todas as partes do multiverso. “Devemos acreditar que uma das mentes mais brilhantes do mundo decidiu ficar em casa enquanto Thanos destruía metade da humanidade?”, questiona o site.

Por que o Doutor Estranho não chama os Vingadores?

Os filmes anteriores do MCU já haviam revelado que Wanda é uma das personagens mais poderosas da Marvel. Em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, a Feiticeira Escarlate derrota a Capitã Carter, Capitã Marvel, Reed Richards e Raio Negro sozinha. Ela também destrói todo o exército de Kamar-Taj sem nem suar.

Dessa forma, a trama levanta uma importante questão. Por que o Doutor Estranho não chamou os outros Vingadores para a luta? Wanda ameaça o mundo todo com seus poderes, o que seria motivo suficiente para chamar a atenção de todos os outros heróis. Sendo assim, por que Stephen Strange não coloca o orgulho de lado e pede a ajuda dos companheiros?

A hipocrisia do Doutor Estranho

Quando o Doutor Estranho explica para Wanda as consequências de mexer com o Multiverso, a personagem de Elizabeth Olsen aponta toda a hipocrisia do mago. A Feiticeira Escarlate indica que o universo da Marvel funciona com “dois pesos e duas medidas”. Quando ela modifica o Multiverso, é vista como vilã. Mas quando o Doutor Estranho faz o mesmo, continua sendo um herói.

Em Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa, o Doutor Estranho parece disposto a colocar o mundo inteiro em perigo para ajudar Peter Parker. Por que o sofrimento do Homem-Aranha é mais importante que o da Feiticeira Escarlate? Se Stephen Strange arriscou a consistência de todo o Multiverso para esconder a identidade do Homem-Aranha, por que Wanda não pode fazer o mesmo para lidar com o seu trauma?

A volta dos Inumanos

De todas as participações especiais que acontecem em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, a do Raio Negro é de longe a mais chocante. Nem mesmo as teorias mais loucas puderam prever a volta de Anson Mount como o Inumano. Afinal de contas, a série original do personagem foi um verdadeiro fracasso de público e crítica.

Exibida pela emissora americana ABC em 2017, Inumanos chegou ao fim após apenas uma temporada (com somente 8 episódios). A produção foi massacrada pela crítica especializada, garantindo apenas 11% de aprovação no Rotten Tomatoes. Mesmo assim, Anson Mount retorna em Doutor Estranho 2 como o herói Raio Negro. No filme, o personagem faz parte dos Illuminati.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura já está disponível no Disney+.

Sobre o autor

Publicidade