Mais do que você gosta.

Publicidade

Motivo explicado

Sandman: Por que série da Netflix transformou John Constantine em Johanna

Neil Gaiman discutiu a mudança em entrevista recente

Publicado por Alexandre Guglielmelli

06/08/2022 19:00

Recém-chegada no streaming, Sandman não demorou a conquistar público e crítica. Baseada na obra de Neil Gaiman, a série faz um ótimo trabalho ao adaptar a trama da HQ e modificar alguns aspectos importantes. Uma das maiores mudanças acontece no detetive John Constantine – que na produção da Netflix, vira Johanna Constantine.

“Após anos aprisionado, Morpheus, o Rei dos Sonhos, embarca em uma jornada entre mundos para recuperar o que lhe foi roubado e restaurar seu poder”, afirma a sinopse oficial de Sandman na Netflix.

Continua depois da publicidade

Sandman tem Tom Sturridge (Mary Shelley), Gwendoline Christie (Game of Thrones), Kirby Howell-Baptiste (Cruella), Boyd Holbrook (Narcos), Charles Dance (Mank), Mark Hamill (Star Wars) e David Thewlis (Harry Potter) no elenco.

Explicamos abaixo por que os produtores de Sandman decidiram trocar John Constantine por Johanna Constantine; confira.

Entenda a mudança de Johanna Constantine na Netflix

Mesmo quem não conhece a trama de Sandman, provavelmente, já ouviu falar no detetive paranormal John Constantine.

Afinal de contas, o personagem é muito famoso entre os leitores da DC. Além disso, ele foi interpretado por Keanu Reeves nos cinemas e por Matt Ryan na TV.

Em uma entrevista recente, Neil Gaiman revelou por que John Constantine não aparece na série Sandman. Segundo o autor, a troca de John por Johanna representa uma “economia narrativa”.

“Nós iniciamos Sandman da seguinte forma: ‘Você está começando aqui. Esse é o primeiro lugar. Você não deve trazer nenhum conhecimento prévio’. Quando escrevi ‘Dream a Little Dream of Me’, a 3ª edição de Sandman, já sabia que todos conheciam o John Constantine. Afinal, ele tinha sua própria HQ: Hellblazer. Por isso, quis trazer alguns de seus leitores para Sandman. Depois, me diverti muito criando a Johanna Constantine, sua ancestral”, comentou o escritor.

Ou seja: John Constantine não é uma criação de Neil Gaiman, mas Johanna Constantine é. Por isso, o autor tem mais liberdade criativa na trama da personagem.

Além disso, a mudança serve para diferenciar a personagem de Sandman das outras versões de Constantine – que como citamos anteriormente, foram interpretadas por Keanu Reeves e Matt Ryan.

Em Sandman, Johanna Constantine é interpretada pela britânica Jenna Coleman (Victoria). A atriz vive duas versões da mesma personagem. Uma delas é a ancestral de John Constantine, e a outra, existe nos dias atuais.

“Teríamos que mostrar a Lady Johanna Constantine conhecendo o Sonho em um pub. E para isso, queríamos uma atriz realmente classuda. Aí, teríamos que oferecer a ela mais do que simplesmente encontrá-lo em um bar. Como não haviam muitas mulheres nesse início, a ideia de encontrar uma mesma atriz para as duas versões pareceu legal e direta”, comentou Gaiman.

O criador de Sandman não poupou elogios para Jenna Coleman, a intérprete das duas versões de Johanna Constantine.

“Acho que a Jenna é a melhor Constantine até agora, e estranhamente, também é a mais verdadeira. Ela tem o humor, a beleza e aquela qualidade sórdida e condenada. Você sabe que se apaixonar por ela é morrer e virar comida de demônio. E você também sabe que não pode evitar essa paixão”, concluiu o escritor.

A 1ª temporada de Sandman, com Jenna Coleman como Johanna Constantine, está disponível na Netflix.

Sobre o autor

Alexandre Guglielmelli

Alexandre Guglielmelli

Formado pela PUC Minas, sou especialista em filmes de terror, reality shows e cultura pop. Nas horas vagas, gosto de escrever e oferecer indicações de filmes e séries para os amigos.

Publicidade