As oito mulheres que acusaram Morgan Freeman de assédio sexual contrataram a advogada Gloria Allred para dar início a um processo contra o ator, segundo informação do Radar Online.

Allred é reconhecida por sua luta em prol de vítimas de assédio e abuso sexual, comandando casos contra Bill Cosby, Harvey Weinstein, Donald Trump e muitos outros réus.

Namorado é condenado por matar neta de Morgan Freeman a facadas


O caso começou com uma reportagem da CNN, que conversou com um total de 16 pessoas – oito mulheres que alegaram assédio de Freeman e oito que disseram testemunhar o comportamento descrito por elas. Saiba mais aqui.

O ator então liberou um pedido de desculpas, dizendo que “não tinha a intenção” de desrespeitar as colegas de trabalho – veja.

Um vídeo de Morgan Freeman flertando com uma repórter foi recentemente divulgado – veja aqui.